Cantinho dos sedentos.

Seja bem vindo!
Este cantinho é aberto a todos os amigos sedentos de Deus nesta era chamada "pós-moderna", onde o humanismo e edonismo tem tomado conta do cristianismo, transformando a igreja em "clube social" e o Evangelho em solução de água e açúcar. Fique à vontade para visitar, comentar, deixar dicas, postar seu artigo.Este é o nosso cantinho.

sábado, 7 de junho de 2008

APLICAÇÃO QUE RENDE...

É impressionante como nós, seres humanos nos preocupamos com o futuro. Até aquela pessoa que diz que não está nem ai para nada, que não se preocupa com o amanhã porque a vida é agora, está se preocupando, pois, ela tem medo de chegar ao futuro sem ter gozado a vida intensamente. Todos, sem distinção, se preocupam com o tempo futuro, seja a curto, médio ou longo prazo. Até um mendigo que passa as suas horas, dias, meses e anos nas ruas, aparentemente despreocupado. Ele precisa pedir dinheiro, pois precisará comer. Esta é uma preocupação com o futuro a curto prazo.
É comum as pessoas fazerem aplicações na caderneta de poupança, planos de previdência privada, poupança para os filhos, compras de imóveis, jogos na loteria, etc. Todos se preocupam para chegarem a ter uma velhice no mínimo tranquila. Os investimentos são geralmente para longo prazo, vinte, trinta, quarenta anos e por aí a fora.
O tempo em si é apenas uma fração entre parênteses na eternidade, que o próprio Deus fez para que o homem tivesse a sua história na face da terra. Houve a eternidade passada, há o tempo presente e há a eternidade futura. O que causa um certo espanto é que a maioria das pessoas não fazem um investimento para si mesmo para daqui a duzentos anos. Alguém pode dizer: "Mas daqui a duzentos anos eu estarei morto, então, para que o investimento?" Ora! Por isto mesmo é que deve ser feito um investimento de peso, o mais importante das nossas vidas! Este investimento é feito baseado no fato de sabermos que não é "morreu, acabou". Continua.

1 comentários:

Ébner disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.